Coutinho se esquiva de valores e agradece ao Liverpool por entender seu "sonho"

Apresentado oficialmente como jogador do Barcelona na manhã desta segunda-feira, Philippe Coutinho encarou os jornalistas pela primeira vez de casa nova. Na entrevista coletiva, o segundo jogador mais caro da história - o valor da transferência pode achegar a €160 milhões (quase R$ 621 milhões) - preferiu não falar de valores e fez questão de agradecer ao Liverpool mais de uma vez por ter entendido seu "sonho". Arriscou até um espanhol.

 

- Vou tentar falar em espanhol (risos) - começou ele.

 

- Estou muito feliz, muito contente. Como disse, é a realização de um sonho. Claro, estou aqui graças a muita gente. Primeiramente Deus, minha família, meus pais, minha esposa, minha filha, que estão sempre comigo em todos os momentos. Queria agradecer também a todo mundo que se esforçou essa semana. Ao presidente, aos dirigentes. Sei que tiveram muita paciência. Quero agradecer ao Liverpool pelos cinco anos que passei, aos dirigentes, ao clube que entendeu que era meu sonho vir para cá. E aos fas do Liverpool pelos cinco anos juntos. Espero ser muito feliz no Barcelona - completou.



Alguns jornalistas quiseram saber o tamanho da responsabilidade empregada a ele pelo valor da transferência. Mas Coutinho fugiu do assunto com respostas breves.

- Sobre dinheiro, é um tema entre os clubes. Ser a contratação mais cara não é uma pressão, é uma honra. Tenho meus objetivos,  que é ser feliz e ganhar títulos.  Esse é meu pensamento - respondeu em uma delas.

O brasileiro também ressaltou o privilégio de atuar ao lado de jogadores como Messi e Iniesta, a quem dirigiu um bocado de elogios. Celebrou a oportunidade por reencontrar o amigo Suárez, com quem jogou no Liverpool, e evitou comparações com Neymar.

 

- (Suárez e Messi) São dois grandes jogadores. Não preciso falar disso. Jogo com o Neymar na Seleção e somos amigos desde pequeno. O Messi é um grande jogador e estou contente diante da chance de jogar ao seu lado. Tenho a sorte de dividir o vestiário com eles. Sou um jogador diferente do Neymar, temos características diferentes. Vim buscar meu espaço - disse ele.

 

"Por que o Barcelona?", perguntou um repórter. A resposta foi simples.

 

- Porque é o Barça, tem os melhores jogadores e grandes ídolos meus passaram por aqui e estão jogando aqui - finalizou.




Confira os outros pontos da coletiva:

 

O primeiro dia como jogador do Barcelona:
- Estive com alguns jogadores, como o Rafinha no CT. Pude conversar um pouco com eles. Estou muito ansioso para que comece tudo.

 

Adaptação:
- Uma oportunidade desta é única. Tenho contrato de cinco anos e já joguei em La Liga. Espero me adaptar o mais rápido possível.

 

Negociação com o Barcelona:
- Desde o início tinha vontade de vir para cá. Mas entenderam bem que era meu sonho. Nisso tenho que agradecê-los. Passei seis meses jogando, dando meu máximo e sendo profissional. É meu sonho estar aqui.


Campeonato Espanhol:
- Todos são campeonatos muito difíceis, cada país com suas características. Acho aqui mais parecido com a Inglaterra, com um futebol muito intenso onde as pessoas tentam jogar. Como disse, já joguei aqui e espero ser feliz aqui.

 

Os amigos no Barcelona:
- Quando estive com eles, falaram sobre a cidade. O Paulinho falou como as pessoas são legais aqui. Também foi bom falar com o Neymar sobre a experiência dele aqui. Foi muito bom quando caiu a ficha de que eu realmente estava aqui.

 

A compreensão do Liverpool:
- Todos entenderam que era o meu desejo. Foi difícil falar com a diretoria que eu estaria de saída. Sobre o vazamento da camisa, prefiro não falar muito, mas o mais importante é que estou aqui.

 

O amigo Suárez:
- Estou muito feliz por voltar a jogar com ele, que é um grande jogador. Ele me escrevia muito para me convencer e até viu uma casa para mim. É um amigo próximo que eu tenho. - Tivemos um tempo muito bom e quase ganhamos a Premier League. Como disse, é um grande amigo e me escreveu muitas mensagens. Falava como era a cidade e o clube, o que me dava muita vontade de vir.

 

Iniesta:
- Iniesta para mim é um gênio. Para mim, é uma honra conviver com ele e aprender com ele. É uma questão do treinador como vai montar a equipe. Eu gosto é de jogar. Quanto às posições, o treinador precisa saber o que necessita. O meu trabalho é estar pronto para ele.

 

Recado do Neymar:
- Ele me felicitou pela transferência, me explicou coisas da cidade e dos companheiros, disse que é um vestiário incrível. Paulinho e Luis (Suárez) já diziam o mesmo.



Fontes:https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-espanhol/noticia/coutinho-se-arrisca-no-espanhol-e-agradece-ao-liverpool-por-entender-seu-sonho.ghtml


https://www.youtube.com/watch?v=FBHkOwvOGOw

Compartilhe!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se você encontrar algo de carater ofensivo, por favor denuncie.

Comentários (0)


Deixe um comentário